Escrivinhando... - Graciliano Tolentino
A FELICIDADE só é PLENA quando é COMPARTILHADA!!!
Capa Meu Diário Textos E-books Fotos Perfil Livro de Visitas Contato Links
Textos
ROGÉRIO FRANCO NA SELVA DE LÚLIO, ASSESSORADO PELA CORTE DE D. JOÃO VI E UMA LEGIÃO DE HIENAS à SUA ESPREITA

- Crônica do dia 22-12-2019 -

O Clássico de Lúlio, O LIVRO DAS BESTAS traz a metáfora da astuta Dona Raposa que vive dos restos deixados por sua majestade, o Leão, que, ao conquistar a confiança do REI, passa a arquitetar covardemente um plano para derrubá-lo do trono e colocar o ELEFANTE em seu lugar, este, que a seu ver, seria facilmente manipulado por ela.

Sendo assim, ao adquirir a confiança do REI, foi eliminando um a um, da corte, os que trabalhavam com lealdade a favor do reino, e substituindo por serviçais que deviam visceralmente sua NOVA CONDIÇÃO DE CONFORTO ao sucesso que a raposa USURPOU do REI por meio de sua aproximação.

E assim foi um a um. Até que TODA A CORTE ESTAVA CORROMPIDA, MORTA ou AMEDRONTADA. Uma corte corrupta é tudo o que o Príncipe menos pode desejar, afinal, caso isso se materialize, uma infiltração de alguém que abrirá por dentro os “portões do castelo” para que as tropas inimigas entrem com facilidade ao se materializar o cerco proposto, é algo quase impossível de ser repelido se for descoberto apenas de última hora.

Pois é, e o que fazer quando a Raposa já materializou seus planos, o inimigo já está infiltrado, o cerco está próximo e as hienas estão nos portões do castelo? O que fazer Majestade? O que fazer quando já não existem tropas leais ao trono? A resposta é mais simples do que se imagina caro Prefeito. CONSTITUIR NOVAS.

É certo que o Príncipe deve ter a habilidade de quebrar a sua palavra quando ela se torna prejudicial a si próprio, ao seu trono, ao seu reino, MAS ESTE NÃO É O CASO!

Em setembro de 2018, em visita à nossa comunidade, foi oferecido APADRINHAMENTO, por vossa senhoria, ao INSTITUTO JUVENTUDE, que faz um trabalho no Jardim Arco-Íris que A PREFEITURA DEVERIA FAZER. A Instituição trabalha corretamente, nem uma mácula. Se ofereceu a ser parceira do município e colaborar mutuamente para que os fins sociais fossem alcançados.

Não obstante, o mesmo grupo que organizou o INSTITUTO JUVENTUDE conquistou também a DIREÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DE BAIRRO do Jardim Arco Íris. Um nome ecoa forte em vosso gabinete, dentre seus assessores, e pelo que percebo, não é de nosso presidente, e sim de uma das “Donas Raposas” de vosso convívio, que vive de vossas sobras e da usurpação do trabalho da comunidade.

Em mais de um ano, nem uma reunião. Agenda sempre lotada. Alguns do “real” convívio dizem do desconhecimento destas informações, então passo a torna-las públicas. O povo está com fome de pão, e não é possível dar-lhe brioches... Sugiro abrir os ouvidos para conselhos sinceros e fechá-los para bajulações, antes que seja tarde.

Existem tropas inimigas cavalgando do horizonte... E isso não é surpresa.

Graciliano Tolentino
Graciliano Tolentino
Enviado por Graciliano Tolentino em 22/12/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários