Escrivinhando... - Graciliano Tolentino
A FELICIDADE só é PLENA quando é COMPARTILHADA!!!
Capa Meu Diário Textos E-books Fotos Perfil Livro de Visitas Contato Links
Textos
SOLIDÃO - CONCEITO E DEFINIÇÃO
-Soneto do dia 09-08-2011 -

Solidão é como o ferro que fere a alma que jaz
Tipo a mão que bate na porta da gente à noite
O perdão que não vem para aquele que acoite
É como o sopro de um pouco de dor a mais

É um quase falecer, é perder a vontade de tudo
É matar, é morrer, é comer sem nunca ter fome
É dormir com falta de sono, é passar a noite insone
Falar para os quatro cantos e parecer mudo

É sonhar toda noite com o que não se vê
Falar sozinho de dia pra poder conversar
Conversar consigo de noite pra poder sonhar

É um viver assim sem você, do jeito que vivo hoje
É parar de falar em você, pra não gastar o teu nome
Solidão é o prato vazio na mesa de quem tem fome...

Graciliano Tolentino
Graciliano Tolentino
Enviado por Graciliano Tolentino em 09/08/2011
Alterado em 14/11/2019
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários