Escrivinhando... - Graciliano Tolentino
Vez em quando eu sinto, em meus sonhos, o cheiro daquela terra gostosa...
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


ALIENAÇÃO PARENTAL NA PRÁTICA

-Crônica do dia 28-12-2018-

Hoje estou terrivelmente assustado com o que significa na prática, ALIENAÇÃO PARENTAL.

Pasmem! Combinei com a mãe da minha pequena para passar o final de ano com elas...

Pra devolvê-las antes do recesso judiciário, porém, depois do ano novo para que eu pudesse passar MEU PRIMEIRO ANO NOVO FELIZ!

Afinal, por algum motivo que ainda estou tentando apreender, tudo me foi tirado, minhas filhas, meu nome, minha dignidade, minha casa, o amor da minha mãe, até mesmo minha liberdade de ser quem sou.

Cheguei a ir parar na rua apenas com o carinho de um cachorrinho lindo e um cobertor que jamais saia dos ombros era a única forma de me sentir abraçado.

Esse cachorrinho chegou a lamber minhas feridas para cicatrizar uma inflamação que nasceu da agressão injusta de um policial. E a médica BOLIVIANA se recusou a me dar antibióticos.

Ela disse que ERAM MUITO CAROS para serem fornecidos À TOA.

E eu sequer pedi isso para ele. Ele viu minha dor nos olhos e foi me socorrer. UM CÃO DE RUA! Depois que eu consegui albergue e um emprego de TELEMARKETING, saí da rua.

Falando quatro idiomas e tendo mais de 20 cursos em meu currículo, fora o que aprendi de forma autodidata.

Quando isso aconteceu, e eu já tinha uma casa, o chamei para ir comigo. Ele olhou pra mim com um misto de alegria e tristeza. Se virou e saiu correndo.

Ainda corri atrás dele, de forma inútil, para levá-lo pra casa. Mas depois eu entendi o que ele quis dizer pra mim:

JAMAIS CUIDE DE ALGUÉM PARA VIRAR SEU ESCRAVO.

Amigo de verdade jamais vai pagar suas contas e levar sua bagunça e sua tristeza para a casa dele. Ele apenas vai se aproximar para lhe trazer alegria.

E se a tristeza vier. Esse amigo vai fugir. A liberdade é o maior bem que um ser humano possui, depois da vida.

E uma sem a outra é não-vida, é pior que a morte!

Isso foi o que eu li na Bíblia interpretada PELOS ADVENTISTAS na parte que interpreta os DEZ MANDAMENTOS.

Especificamente o mandamento NÃO MATARÁS.

Mas como disse Sandrão, para mim, uma vez:

- O fundo do poço é o melhor lugar para se tomar impulso.

Fui, pouco a pouco, recuperando tudo e de uma forma mais brilhante e fabulosa. DEUS PROTEGE PESSOAS BOAS. Venci esta etapa da vida.

A mais velha, Dhandara, já havia sido convencida a não viajar comigo. E o mais duro é que foi a própria mãe.

Inventando motivos feios para as crianças dizendo o porque ELA NÃO IRIA.

Minha mais nova aprendeu, inclusive, a chamar o padrasto de PAI, e a mim de TIO.

Aprendeu a achar o conhecimento ridículo e o fato de eu ser artista ser entendido como ser vagabundo.

Cristhiane Gouveia, um anjo que me surgiu na vida, professora de inglês particular, pedagoga passou a ensiná-la coisas lindas sobre a vida a partir de historinhas infantis.

A frase mais dolorida que ouvi de minha filha foi:

- SONHOS SÃO RIDÍCULOS!

Essa é uma das desconstruções mais difíceil de se fazer... Mas estou trabalhando em cima disso.

Depois de divertir-me com ela, conversando e sorrindo alegremente à respeito da interpretação do Conto de Fadas da Cinderela.

Levantando pontos sobre o comportamento abusivo das pessoas. Ela voltou a sorrir.

Chorou demais em frente ao espelho, quando insisti com ela que ela se olhasse no espelho e visse a menina linda que é.

A criança se acha feia por ser preta.

A criança se acha chata por ser inteligente.

Minha preta acorda no meio da noite com medo das baratas que o padrasto joga nela. Sim... ELE JOGA BARATAS NELA!

A menina passou o dia inteiro na cama, se escondendo de mim porque faz xixi na cama. Até que eu achei estranho a demora em acordar e fui ver o que era.

Ela estava molhada e com medo, sentindo-se culpada por ter um problema do qual ela indispõe de culpa.

E aí, ela resolve conversar com a mãe, escondida de mim, COMO SE EU FOSSE PROIBIR.

E apaga, não apenas as conversas, mas também o APLICATIVO. No intuito de esconder o que conversou com a mãe.

Mas eu fiz backup! O seguro morreu de velho...

Estou tranquilo... Vou libertar minha pretinha dessa obcedação terrível e assustadora que a está transformando em uma criança triste...

Agora eu entendo porque tanta gente sempre zombou de mim quando disse ainda criança que seria escritor:

CORDEIRO NÃO BERRA, E MORRE ENFORCADO.

Graciliano Tolentino
Graciliano Tolentino
Enviado por Graciliano Tolentino em 03/01/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários