Textos


 
E-MAIL PARA O CHEFE!
- Crônica do dia 26-11-2018 -

Prezado Sérgio, boa tarde.

Causa indignação?

O que causa indignação? Responder a um simples e-mail?

Retirar um protocolo pessoalmente, se, nem indo trabalhar eu estou? Qual a necessidade?

Se existe um meio de comunicação formal, que bastava ser respondido da seguinte forma:

"E-mail recebido, aguarde os trâmites e acompanhe no Diário Oficial"
Qual o custo de fazer isso?

O custo de sentar por 30 segundos e redigir esta mensagem, que é de sua atribuição?

O custo de prestar satisfação a um ser humano que está doente e encaminhou um pedido de Licença Médica?

Ou o custo de sentir que deve cumprir com uma obrigação (de responder um e-mail), para com uma pessoa que você considera inferior a você, portanto, não digna de uma atenção de 30 segundos?

E qual é minha responsabilidade descrita (DE ACOMPANHAR OS TRÂMITES)?

Pois bem. Um dos procedimentos desta descritiva, é: SABER SE O PEDIDO FOI REALIZADO.

E a primeira pessoa pra quem foi feito, foi para o senhor. Que pelo conhecimento que tenho do setor, é quem dá entrada nesses procedimentos.

Pelo o menos o que é feito por vossa senhoria pelas próprias mãos. Pois como já disse ao supervisor na presença de todos, NÃO É SUA FUNÇÃO FAZER. É SUA FUNÇÃO MANDAR.

Naquela mesma feita, que, aos brados, batia no peito fortemente com a mão direita enquanto reclinava o corpo em minha direção, aproximando-se a cada batida, percorrendo uma direção, quase que angularmente, em escalas de quinze graus, e dizia "EU MANDO! VOCÊS OBEDECEM!"

Quando cobrou pela chave do almoxarifado que vossa senhoria emprestou-me, e, eu estava, exercendo meu trabalho.

Que, era fazer o trabalho, execrado por outras pessoas, que, DEVERIAM fazer, ou, DECIDIRAM absterem-se de fazê-lo.

Ah! Esqueci-me de devolvê-lo a chave...

Ou quando falou de vingar-se de seus "inimigos", no intermédio de contar das armas que possui e o filho tenente que tem, sim...

Naquele dia de verão em 2017 que estávamos sem móveis na sala da administração, devido à retirada do carpete, e colocação do piso. Lembra?

Eu lembro-me de suas armas. Sonhei com elas. Lembro dos seus olhos brilhando quando me contou de sua 380.

E é o que eu estou fazendo. ACOMPANHANDO OS TRÂMITES!

Obrigado, por, desta feita, ter respondido um e-mail importante.

Lembre-se. Ao contrário do senhor, dependo de meu salário, pago aluguel, pensão pra duas filhas e é final de ano.

Cobrei resultado da solicitação porque não quero ficar desesperado sem pagamento, e é o primeiro Natal que vou passar com minhas filhas que HÁ CINCO ANOS, NÃO AS VIA.

Quero ter isso pra mim, pois durante muitos anos foi estragado!

Como o caso do Luís que ficou DOIS ANOS SEM SALÁRIO por razões similares.

É implausível o ato de o senhor insistir que alguém que toma as medicações que tomo, diariamente, percorra mais de cem quilômetros para receber uma resposta que o senhor gastou menos de 30(TRINTA) SEGUNDOS para transmitir.

Essa exigência apenas transparece DESPOTISMO de sua parte.

Agora que sei da entrada do procedimento, por esta parte, fico tranquilo.
Obrigado por responder meu e-mail, desta vez.

Sem mais para o momento,

Aproveitando a oportunidade para salientar votos de estima e consideração,

Atenciosamente,

Graciliano Augusto Medeiros Nobre Tolentino

Graciliano Tolentino
Graciliano Tolentino
Enviado por Graciliano Tolentino em 26/11/2018
Alterado em 26/11/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr