Textos

Bolsonaro, Porque Eu que Sou Negro Tenho que ME Achar Uma “COISA”?
Bolsonaro, Porque Eu que Sou Negro Tenho que ME Achar Uma “COISA”?

Crônica do dia 17 – 06 - 2018

Teve uma época bem legal na minha vida! A época em que eu desenvolvia alguns projetos sociais em dois quilombos da região, a Serra das Viúvas e o Barro Preto, que inclusive mando um beijão em todos vocês e um abraço bem apertado!

Saiba que eu os amo muito!

E assim, eu subia uma Serra Imensa! A Serra das Viúvas todos os domingos, a pé, com uma mochila nas costas com teclado e um violão, além de material de música.

E eles me acolhiam de forma tão maravilhosa! E fiz diversas amizades, tenho até compadres e comadres de fogueira lá! Compadre Cícero e Comadre Aline.

E os homens todos os anos iam para o corte da cana. E o objetivo era um só:

DERRUBAR A MAIOR QUANTIDADE DE CANA TODOS OS DIAS, DURANTE INFINDOS 06 MESES, AFASTADOS DE SUAS CASAS, E, DE SUAS FAMÍLIAS, DORMINDO COM HOMENS DESCONHECIDOS E ARMADOS DE FACÃO, EM BARRACÕES EM AVANÇADO ESTADO DE DETERIORAÇÃO,

Ou seja, uma SENZALA!

SENDO QUE O HOMEM QUE NÃO FALTAVA GANHAVA um abono que os era muito útil para fechar as contas no final do mês.

E qual era o nome do ABONO?

VALEU MACHÃO! – Não preciso nem dizer o que isso é...

Já ouvi relatos de homens que chegaram a derrubar 42 toneladas de cana em um único dia! Num calor de mais 60 graus, dentro dum verdadeiro carvoeiro, porque a cana era queimada para matar os animais que poderiam habitar ali, como cobras, escorpiões, aranhas, etc...

E já ouvi relatos de homens que travaram a coluna, e aleijaram-se TRABALHANDO! E estão vivendo de esmolas porque a “perícia” do INSS disse que ele ainda pode realizar alguns trabalhos manuais!

Uma vez esse meu compadre desabou em lágrimas no meu ombro e descreveu uma série de coisas aterrorizantes que ele viu por lá. Até mesmo cabeça de homens partidas por conta de brigas que envolviam o álcool e outros substâncias que se consomem para aliviar a dor.

E ainda por cima... Só conseguiram direitos trabalhistas depois que Regina Casé começou o trabalho de combate à situação análoga à escravidão que agora tem uns PATRIOTAS e outros desinformados defendendo o corte no orçamento!

Não acabou por aí não... Eles não têm água encanada porque o prefeito Zé de Dorinha do PMDB desviou o dinheiro dos canos...

E eles ficavam indo de jumento buscar água em uma nascente há quilômetros e passavam o dia fazendo isso...

As mulheres estavam sempre nas fontes, lavando roupa, ou fazendo artesanatos de palha para vender na feira. Depois de colocarem feixes de dúzias de quilos nas costas e subirem uma serra extremamente íngreme a pé.

E sabe o que é mais interessante? SORRINDO!!!

Aí me vem uns e outros chamar o povo de vagabundo porque se recusa a trabalhar como escravo...

JOÃO DÓRIA... Meu caro... Tu que se diz trabalhador... Enfrenta um dia assim aos 60 anos... Mas... SÓ UM SÓ! Precisa mais que isso não...

E não acaba aí... Não... A história é semelhante a do Joseph Climber!

No inverno eles ainda trabalham na lavoura o ano inteiro! Mas tem uma época específica... O inverno... Que é o período das chuvas... E aí todos da casa vão trabalhar na roça... Esse é um dos motivos de ser necessário um plano de educação específico para a peculiaridade de cada região.

Não essa violência com o nosso povo que é esse plano unificado!

E aí... Me vem o Bolsonaro... Num evento para a comunidade Hebraica, que ria freneticamente de suas SANDICES!

E diz que o negro quilombola mais leve que ele viu tinha 07 (sete arrobas).

Arroba? Que absurdo é esse? Arroba é uma medida de peso utilizada para grandes quantidades de massa, o que só é possível haver animais acima do médio porte e coisas.

Ahhh... Mas e os obesos, são seres humanos com problemas de saúde, e é por isso que quando se referem a um homem de 300 quilos, não se diz que ele tem 20 arrobas... E sim... Trezentos quilos!

Então essa análise aqui é gravíssima! Porque de forma inconsciente, ou consciente, que eu não sei qual das duas é pior, a visão de Bolsonaro, a respeito de um quilombola, é algo não só preconceituosa, como discriminatória...

Por que eu digo isso? Porque o racismo é dividido entre preconceito e discriminação. Preconceito é o pensamento racista. A discriminação, é a sua exteriorização. Ou seja, o ato ou efeito de discriminar, diferenciar.

Então se ele se mede em quilos, e diz de um quilombola em arrobas, ele nos diferenciou entre pessoas e coisas... Que é o pensamento escravista... Entenderam?

Processo semelhante com o que aconteceu com os Judeus na Alemanha... Então eu não entendi os risos...

Com os Judeus é holocausto... Conosco não... Eles são indenizados... A gente não... Mas os vagabundos somos nós... Interessante né? E o pior é que o racista inconsciente... Nem vê isso...

E outra... Aos processadores de plantão... EU NÃO ESTOU NEGANDO O HOLOCAUSTO JUDEU! EU SÓ ESTOU IMPLORANDO... QUE NÃO NEGUEM O NOSSO!

E achando pouco ele ainda disse mais! NÃO SERVE NEM PARA REPRODUTOR!

Meu Deus!!! Isso é profissão? Não... Isso era a função do negro altamente selecionado, como um cavalo, ou um boi, ou qualquer coisa, para emprenhar as negras que tinham que se deitar com ele como se fossem objetos também!

Depois esperar um filho por nove meses, e isso, aos doze ou treze anos, de um homem que ela nem tem sentimentos, e está fedendo, sem direito a um banho, lhe tirando a virgindade violentamente porque ele tem que fazer isso rápido e sem prazer, porque escravos não podem ter prazer... E esse filho vai ser arrancado dos seus braços, e será vendido!

Essa é basicamente a vida de um escravo reprodutor...

E o pensamento de que as negras “gostavam” de ser estupradas pelo seu algoz...

Deixe eu lhe dizer uma coisa Bolsonaro... A gente sobrevive! Esse é o nosso pensamento! A gente sobrevive... Porque o que sempre tivemos para o momento, é essa vida ou a morte...

E mesmo com vontade de nos matarmos tantas vezes de desespero absoluto! Não sei se você sabe o que é uma crise de pânico... Eu vou tentar lhe descrever como é, de forma sucinta...

A mesma dor de um infarto! Só que dos dois lados do corpo...

Mas a gente tenta esperar a dor passar para ver se consegue ao menos se jogar aos braços do homem ou da mulher amada...

VAMOS CONVERSAR!

Bolsonaro e seguidores deste seu “Malvado Favorito”...

Por que eu tenho mesmo que acreditar que sou uma coisa?

Graciliano Tolentino
17 – 06 – 2018
Graciliano Tolentino
Enviado por Graciliano Tolentino em 18/06/2018


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr