Textos

A Linda Rosa Incandescente
A linda rosa incandescente, das mais belas a maior
Como um cantar profundo com a melhor das vozes
Silencia o mundo como as mentes mais ferozes
E estabelece, no profundo do meu eu, uma paz interior

A linda rosa incandescente que meus lábios chamam
Que minha carne se torce, que arrepia minha tez
Que deslumbra meus olhos com cruel desfaçatez
Que se faz de si mesma, e meus prantos clamam

Desça do pináculo que te faz estar tão distante
Para aqui ao meu lado sermos, então, felizes de fato
Antes que se faça a tristeza que já houve antes

Me perdoe pelos meus erros, pois nenhum deles foi por mal
Me perdoe por não saber controlar minhas palavras
Para que nosso amor seja eterno e jamais algo mortal...

fevereiro de 2017
Graciliano Tolentino
Enviado por Graciliano Tolentino em 22/02/2017
Alterado em 15/07/2017


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr