Textos

A MÍDIA E O MUNDO
O contraste refletido pelo aparelho dos dentes
Tão amarelo quanto o riso falso e burocrático
Veemente, irreal como incensos aromáticos
Se mostra tão metálico quanto tuas correntes

Tão fútil como a chapinha de teu cabelo
Piorando o que a natureza fez de melhor
E midiaticamente domina teu cerebelo

Medíocre, o conhaque no casco de whisky
O baseado no papel do cigarro vazio
Seus olhos negros pintados de anil
Sua falsa vida estampada nos cliques

Sua camisa pirata da Dolce & Gabana
Sua mente presa nas cruéis propagandas
E toda a uma vida passa, enquanto você se engana...

10-maio-2011
Graciliano Tolentino
Enviado por Graciliano Tolentino em 23/05/2011


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr